Fora de lugar

A perfeita coincidência entre o crescimento econômico americano e sua dívida mostra que, de início, parece coisa desejável com empregos e melhoria do nível de vida. Iniciado com a era Reagan pelo lema “déficits não importam,” acabou por tornar-se o motor principal do desenvolvimento, não só americano, mas de muitos países. Os EEUU apesar do […]