Ação de graças

Quando perguntamos a alguém por que agiu como agiu, queremos obter uma interpretação. Talvez o seu comportamento pareça estranho, alienígena, ultrajante, injustificado, mal interpretado, desconexo; ou talvez nem consigamos mesmo reconhecer uma ação nesse comportamento. Quando compreendermos a sua razão teremos uma interpretação, uma nova descrição do que fez e que encaixará num quadro habitual. […]

Leia mais Ação de graças

Experiências e pensamento

Em toda a experiência cognoscitiva existem dois elementos: os dados imediatos, por exemplo ou sensoriais, que são apresentados ou dados à mente e juntamente com eles dá-se uma forma, construção ou interpretação que se origina na atividade do pensamento. Se não se dessem dados à mente, então o conhecimento careceria de conteúdo e seria arbitrário […]

Leia mais Experiências e pensamento