A parte do consumidor

Análise publicada no Journal of Industrial Ecology, avisa que os consumidores são responsabilizados por 60% das emissões de gases estufa e 80% do uso na água mundial. Inserido em projeto financiado pela UE visando promover vida mais saudável e consumo responsável de energia, a pesquisa foi liderada por Diana Ivanova da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia (NTNU). Utilizando extensa base de dados da NTNU denominada EXIOBASE teve a colaboração de holandeses, austríacos, alemães, tchecos e dinamarqueses. Basicamente analisou-se o impacto ambiental na perspectiva consumidora de 43 países com 89% do PIB mundial e 90% do comércio. Os grandes vilões são os países ricos, impactando 5,5 vezes mais que a média mundial. Por fim, 13% dos gastos dos lares europeus são de produtos manufaturados. Se imediatamente tais gastos fossem direcionados aos serviços, reduziriam 12% a pegada de carbono (gasto diário).
Do ponto de vista consumidor, concluiu-se que países ricos são responsáveis por 20% de todos os impactos de carbono via setores industrial ou agrícola. Por sua vez, deste percentual 4/5 são considerados impactos indiretos como produção de bens e produtos oferecidos ao consumidor. Do ponto de vista da água, ela aparece à nível global em tudo o que compramos. Como ilustração diremos que a carne de vaca necessita até 15.400 litros para a produção de um quilo de carne e o leite 1050 litros água/litro, enquanto o leite de soja necessita 297 litros/litro. O chocolate pede 17 litros de água/quilo do mesmo. Já alimentos processados como pizza, solicitam por exemplo, além de água energia e outras matérias primas.
A moral da história de nossos pesquisadores é identificar efeitos nas decisões dos consumidores e reduzir os impactos produzidos. Nos lares do norte controlando o consumo de gasolina e água, e se possível, mudarem hábitos alimentares à base de carne bovina, adequando o consumo, é o início do caminho da sustentabilidade; no sul a coisa complica. Como vemos, na questão climática, a responsabilidade do consumidor é crucial em relação a produção, pois na ótica do mercado, enquanto houver comprador haverá produtor. Pela lógica do consumidor, imaginamos que na história humana a questão do costume, bastante discutida atualmente, seus preconceitos e mudanças, por conta do aquecimento, até aqui, só tem impactado na sociedade pelas gerações seguintes, como o caso tabaco no mundo. Enquanto isso a terra geme.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s