Evento macabro

Pesquisadores afirmam que o incremento da temperatura nos Andes tem mandado sua conta aos chamados glaciares bolivianos. Mark Bush do Instituto de tecnologia da Florida confirma que o aquecimento global e secas são ameaças ao planalto andino. Segundo a revista Global Change Biology há uma previsão, ainda neste século, de grave seca envolvendo a cidade de La Paz provocando aridez do clima, graves prejuízos à agricultura e consequente insegurança alimentar. Dentre outras avaliações, observa-se aumento nos intervalos das chamadas variações cíclicas que duravam em torno de 10 anos. Outra questão observada por lá, vem por conta da Universidade Técnica de Oruro constatando elevados níveis de arsênico, cádmio, bromo e zinco, além de sete vezes mais que o normal, dos níveis de cloro nas águas andinas.
O chamado evento macabro, conhecido pelos moradores da Lagoa Rodrigo de Freitas no Rio de Janeiro é a mortandade de peixes, pela queda do nível de oxigênio nas águas revoltas por fortes ventos, movimentando sedimento, liberando metais pesados, tóxicos à vida animal, que nos andes, decorre da ação mineradora. Devido o eldorado nos preços minerais pelo fator China, a famosa cordilheira firmou-se como excelente ambiente extrativista. Pela ausência de diques de contenção, controle do governo via compra de consciências, a contaminação tornou-se parte do ambiente natural no mundo inteiro, priorizando os mais pobres. As mineradoras retiram 22 milhões de litros de água dos lagos andinos por dia; ninguém se atreve esbravejar, pois estas economias dependem da exportação de matérias primas.
Em conclusão diremos que pensar clima envolve liberdade política e democracia, judiciário independente, participação dos diversos segmentos sociais em detrimento a uma elite dominante. Por fim, relações transparentes e justas entre governo e iniciativa privada, em que ambos entendam que iniciativa privada necessita lucro e governo proteger a sociedade da barbárie. Quem sabe um dia seja assim.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s