Identidade e ser

Consideraremos ‘Ser’ como capacidade essencial e inerente possuidora de uma identidade, enquanto indivíduo é o ‘Ser’ relacionado ao gênero ou espécie com carácter peculiar de não divisão; abrangendo vários indivíduos trata-se de coletivo. Também consideraremos que processos mentais conscientes adquirem forma se exprimindo por imagens, supondo-se inseridos na regressão e na expressão da vida, desconsiderando exclusividade do ponto de vista patológico quando o indivíduo coloca o pensar em forma anterior do viver. Complementando, também consideraremos imaginação como faculdade em representar objetos via pensamento, isto baseado nos sentidos, desde visão tato olfato gosto e audição; tudo devidamente armazenado, via memória, estruturando a personalidade. O ‘Ser’ dotado de consciência compõe-se em individuo único, e por meio da interação com o todo, provoca sua modificação.
Tal premissa encontra base no fato que o cérebro altera sua estrutura a medida que o pensamento evolui ou a vida avança. Daí a ideia que energia e matéria interagem moldando a própria existência ou o viver. Cientistas da Universidade Carnigie Mellon dos EEUU após estudos realizados por avanços na tecnologia de registro de imagens cerebrais, permitiram supor como o cérebro codifica objetos concretos originando daí conceitos de objetos novos. Segundo a revista Human Brain Mapping existe uma formação intra-cerebral de um conceito aprendido e que a aprendizagem se faz nas mesmas áreas em qualquer pessoa ou, segundo a revista, todos os cérebros parecem utilizar o mesmo sistema de arquivo. Outro resultado importante é que, uma vez aprendida, a característica se mantinha intacta no cérebro mesmo após aprendizado de outras, por conta de relativa durabilidade neural a que chamaremos memória. Em suma, cada vez que aprendemos algo nosso cérebro se modifica de forma permanente e de maneira sistemática.
Deste exercício de livre pensar, poderemos supor que a interação entre o pensamento ou energia consciente do ser e o mundo físico, determinam modificações estruturais consequentes ao conjunto energia e matéria, dentro de um lapso de tempo terreno a que chamamos vida.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s