O que basta

Em 2009, o Banco Wachovia admitiu responsabilidade na transferência de 420 bilhões de dólares a titulares de contas suspeitas de envolvimento em lavagem de dinheiro proveniente do narcotráfico. Por este motivo foi multado em 160 milhões de dólares, apesar da confirmação de faturamento em torno de 12.3 bilhões de dólares com o negócio. Parte dos recursos obtidos foram para compra de aeronaves e contrabando de 22 toneladas de cocaína; compreende-se que a relação punição/ganho é irrisória.
Já o Bank of New York também levou multa de 38 milhões de dólares por conta da investigação de seis anos por vínculos comprovados com a máfia russa, via Itália e Irã. Como desculpa, o banco admitiu controles inapropriados e aceitou responsabilidade por sua conduta criminosa. Fato é que tal admissão foi o que bastou para limpar sua imagem junto ao público financeiro. O inglês HSBC, maior da Europa, acordou com autoridades americanas o pagamento de 1.9 bilhão de dólares visando encerrar investigação envolvendo a instituição na lavagem de dinheiro. Além de clareamento de capital de cartéis de drogas mexicanos e negociação com fundos provenientes de países punidos pelo governo americano como o Irã Síria e Arábia Saudita, pesa também a manipulação da Libor e Tibor, taxas inter-bancárias, que o capacitou obter grandes lucros na sombra da atividade criminosa.
O que se pode tirar desta questão é um sistema financeiro, no mínimo à margem da lei, isto, num país como os EEUU com sistema jurídico bem estabelecido. Escapa assim das contenções judiciárias por conta de irrisórias multas em relação ao montante faturado, sendo esta, a sentença na maior parte dos casos. Além do mais, ultrapassa fronteiras nacionais burlando sanções governamentais que se enfraquecem. Basta dizer que o Presidente dos EEUU foi recentemente questionado pelo presidente da França, por conta de pesada multa dada pelo judiciário americano ao BNP pela burla de sanções econômicas. Parece que o remédio jurídico é insuficiente permitindo uma maior consolidação e estabelecimento de um universo paralelo na economia mundial.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s