Imperfeições

A história ensina que pelos idos da década de 60, cientistas russos pesquisando uma bomba atômica mais eficiente, ao efetuarem explosões que desencadeavam o ciclo atômico, obtinham como lixo um pó de tonalidade cinza. O material era constituído por nano partículas de diamantes com imperfeições em sua estrutura; no caso dos diamantes brutos, tais imperfeições serviam para sua desvalorização comercial. Este material imperfeito deu origem a nanociência cujos nano diamantes pelos defeitos, mostraram propriedades interessantes na cosmética, medicina, comunicações etc. A moral da história é que imperfeições, pelas variantes de cor e propriedades, servem de valor agregado ao horizonte vislumbrado.
Nesta ideia de imperfeições, não muito longe, na terra do “ame ou deixe-o” quando crescíamos à níveis chineses, nosso mago da economia ensinava que era necessário fazer o bolo crescer para depois reparti-lo. Sob o argumento que não tínhamos capital privado para construir corporações fortes, criamos estatais em vários setores; todo mundo sabe disso. Bastou os mentores do mega estado darem as costas, avançou a ideia que um choque de competição era tudo que necessitávamos. A privatização encarnava o que seria melhor, e o estado, um antro de inoperantes.
Agora, por conta da estagnação e vantagem tecnológica, chega do primeiro mundo a notícia que o Citigroup sairá de onze países, seis latino americanos e demais no leste europeu. A alegação é tornar-se mais competitivo, já que muito grande, tornou-se elefante branco. Em paralelo, discute-se por lá, a efetividade das mega corporações, sua inoperância e prejuízo via China. Apenas imperfeições, nada mais.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s