A cara do mundo

Existe um índice que quantifica a projeção exterior dos países chamado de Índice Elcano de Presença Global do Instituto Real Elcano (RIE) da Espanha. Avalia países em dimensões econômicas (energia, bens primários, manufaturas, serviços e energia), militar (tropas e equipamentos militares) e civil (migrações, turismo, esportes, cultura, ciência, tecnologia, educação, informação e cooperação ao desenvolvimento); daí entendermos o porque das Olimpíadas e Copa por aqui e nossa presença no Haiti. Por este índice, a China, se converterá no segundo país com maior presença mundial em 2019, saindo da atual quarta posição. Passará o Reino Unido em terceiro lugar, e em 2019, passará a Alemanha segunda colocada.
Por isto, algumas constatações sobre os chineses parecem incontestáveis. Possuem mega população, se tornarão a maior economia, maiores poluidores e não conseguirão transformar o país na Europa asiática. O que mais chama a atenção na China moderna ao aceitar a picada da mosca azul ocidental, muito por conta de sua rivalidade com japoneses, nos livraram, nós ocidentais, de encararmos uma mega Coréia do Norte; dos males o menor. Isto é dito, pois aceitando o jogo capitalista proposto inicialmente por Nixon, provocaram cisão na sociedade chinesa que hoje, quarenta anos depois, fundamenta-se entre os que podem e os que não podem.
Na luta entre os que podem e os que não podem, o Comitê Central rendeu-se aos que podem. A face vencedora está entre 15/20 milhões de casais colocando na conta chinesa um aumento de dois milhões de nascituros/ano, passando dos 7 milhões aos 9 milhões/ano, ainda assim, inferior aos 15/20 milhões/ano antes da política “um casal um filho” do início da década de 80.
Como bem podemos notar a China passa a se constituir na pátria das conveniências, econômicas, políticas ou de quaisquer assuntos que provoquem tensão iminente, no caso aqui, os que podem nas cidades e os que não podem no campo, como sempre foi. A natureza encurrala a China, pois o envelhecimento populacional trará surpresas talvez maiores que as do próprio aquecimento da terra; a natureza age.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s