Fuga de capitais

Entende-se como paraíso fiscal um país que oferece preferências tributárias a empresas e pessoas físicas que por lá possuem domicílio. Confidências feitas pela Rede de Justiça Fiscal (Tax Justice Network) mostram que em 2010, os colombianos levaram aos paraísos fiscais US$ 47,9 bilhões de dólares ou 17% do PIB. Do Brasil foram enviados US$ 520 bilhões ou 24% do PIB, do México US$ 417 bilhões ou 40%, da Venezuela US$ 406 bilhões, da Argentina US$ 399 bilhões, sendo que em relação ao PIB, venezuelanos e panamenhos mandam 100% do dito cujo.
Como não poderia faltar, os chineses, quem diria, são os campeões enviando US$ 1,1 trilhão evadidos em impostos, seguidos pela Rússia e Coréia do Sul. Nestes países há uma chamada ilusão tributária de US$ 21 bilhões sem somarem iates ou imóveis que poderiam elevar a conta a US$ 32 bilhões de folga. O mais perverso é que se dessa grana gerasse impostos, a estimativa seria de US$ 280 bilhões de verdinhas.
Tudo que foi escrito acima, a grosso modo e sem entrar em detalhes, diríamos tratar-se de um universo paralelo em que medir forças, suspeita-se ilusório, bastando notar que a sonegação é encabeçada pela China. Trata-se na verdade de uma conta perversa, pois a maior parte dos agentes que enviam essa grana aos paraísos fiscais estão dentro dos governos, se não controlam toda a máquina governamental, pelo menos estão em postos chaves ou são maioria. O pior de tudo isto é que administradores públicos para terem força diante esta artimanha, teriam que, no mínimo, possuírem algum grau de credibilidade visando ordená-la, via impostos, com a contrapartida de sua aplicação em prol da maioria; um sonho decerto por muito tempo impossível de ser transformado em realidade.
Os Estados Unidos e vários governos falam em acordos com os latino americanos e europeus para buscarem mecanismos de controle ou pelo menos certo grau de ordenamento; quem acredita? Nunca na história dos contos de fadas deu certo entregar a chave do galinheiro à raposa.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s