Aleatórias

Iniciou em Berlim à rua Tiergarten número 4, um monumento às vítimas da eutanásia entre 1940/41. Neste número, funcionava a “Fundação Caritativa para a Cura e o Cuidado institucional” dirigida pelo chefe da chancelaria Nazista Philipp Bouhler, ajudado pelo médico Karl Brandt. De lá, comandou seis centros na Alemanha e Áustria visando praticar eutanásia. Estavam na lista, epilépticos, esquizofrênicos, acompanhados de outras anormalidades físicas e mentais com um total de aproximadamente 275 000 pessoas. Segundo eles, a finalidade era acabar com as vidas “que não eram dignas de serem vividas” substituído por Eutanásia no qual se concedia o “alívio da morte”, segundo eles. Possuíam uma Câmara de Gás e Fornos Crematórios, tudo devidamente legalizado por Hitler a ser, em parte, relembrado: “O Chefe do Reich, Bouhler e Dr Brandt têm a responsabilidade de extender a competência a certos médicos para que garantam uma morte piedosa através de um diagnóstico exigente a paciente que, de acordo com o juízo humano, sejam considerados incuráveis”.
————————————————————————————–
No livro ‘A Secreta Vida Literária de Augusto Pinochet’, o jornalista chileno Juan Cristobal Peña fala sobre, segundo ele, a Obsessão de Pinochet por aparentar-se estudioso, colecionando em sua biblioteca privada 55 000 volumes. Segundo Cristobal, “Ele se sabia menosprezado por seus pares em termos intelectuais”. Decerto este estigma era a chave para tê-lo sempre sob controle, pois uma vez rejeitado, nunca aceito; coisas da vida.
——————————————————————————————————————-
O alerta sobre armamento em 2012 diz, como por exemplo, que chineses e indianos nos mostram que é mais fácil investir em armas que combater a pobreza. Segundo o Anuário do Instituto Internacional de Estudo de Problemas da Paz, de Estocolmo (SIPRI 2012), “Embora a composição dos cinco primeiros fornecedores de armas não tivesse sofrido mudanças, nos últimos anos, China e Espanha têm figurado entre ativos fornecedores. A Índia transformou-se na maior compradora de armamentos, enquanto que a China continuou, cada vez mais, perder posições na lista de clientes”.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s