Passos atrás

Duas notas européias: uma, diz que os 27 estados membros recusaram aumentar seu objetivo comum de redução das emissões de gases estufa, outra, avisa que em abril passado, o Parlamento Europeu rejeitou a proposta da esperada reforma do comércio de licença de emissão de C02; lamentado pelo “Süddeutsche Zeitung”.
A licença de emissão de C02 é o meio de incentivar empresas, por mecanismos de mercado, a investirem em tecnologias limpas; provocaria o combate ao aquecimento global de forma eficaz e rentável. Ambas as situações tiram a vanguarda européia na política ambiental, já que foi lá há dez anos que as licenças foram criadas. Tal procedimento de emissão de licenças tinha imperfeições penalizando seus apoiadores. Na prática, as licenças ou autorizações que permitiam a produção de determinada quantidade de gases estufa, quase não circculavam no mercado pelo seu excessivo número. Na verdade, quem não investiu no combate às alterações do clima poderia poluir sem nada pagar.
Junto ao Protocolo de Quioto, as deliberações européias são um passo bem atrás no caminho de transição à produção de energia limpa e renovável. Ressaltemos que Connie Hedegaard, ministra dinamarquesa, contou com o silêncio obsequioso da Chanceler alemã, antiga verde dependente, agora fundamental na derrota em Bruxelas. A explicação ao silêncio vem dos parceiros que votam contra questões ambientais, rebaixando a Alemanha da vanguarda na luta pelo planeta.
Por dificuldades que acarreta, o desafio ambiental caberá a entidades privadas e grupos independentes, usando de pressão sobre governos, já que alguns parecem perder o interesse. Fica a impressão do Libération sobre a proposta de congelamento das quotas pela Comissão Européia: “procurava estabilizar um mercado de carbono em queda livre” ou do Financial Times: “A mudança climática, que esteve no topo das agendas, está sendo cada vez mais superada por preocupações com emprego e crescimento de uma economia minada pela persistente crise da dívida.”

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s