Sobre a crise

O diretor de assuntos financeiros do FMI José Vinals, nos alerta que as autoridades financeiras e bancárias latino americanas deveriam manter o nível de alerta alto para o crescimento do crédito na região. Ressaltou que apesar do crescimento do mesmo, não vê formação de bolhas. Acrescentou que “em várias destas economias houve incremento significativo do crédito nos últimos anos”. Continuou o representante do FMI, que tal crescimento está plenamente justificado já que os sistemas financeiros desta região estão se desenvolvento bem. O problema desta questão é que a tendência de crescimento pode conduzir a uma morosidade no futuro, conforme ocorreu no passado em outros locais, justificando que “em geral pedimos as autoridades que reforcem o aprovisionamento no setor financeiro e que estejam vigilantes ante potenciais riscos”. Verdade que o FMI alerta porque já viu este filme antes em outros países como o de origem do autor do alerta.
Entre nós, diferente da UE, temos o perigo de variações cambiais possíveis, podendo inverter bruscamente o valor destes endividamentos levando a uma crise. Entre nós, tal como pelo lado de lá, estas expansões de crédito geralmente afroxam critérios de liberação da grana, provocando os chamados créditos podres ou dos que não vão pagar. Lembramos que tais créditos tem um relação direta com apadrinhamentos políticos que acabam por pressionarem agentes financeiros estatais por sua liberação. Por aí vai; melhor parar.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s