Saia justa

Numa entrevista ao The Guardian, o presidente executivo do Google Eric Schimidt, pede para que se reforcem as regulamentações ao uso privado dos microveículos aéreos não tripulados (MUAV) chamados de minidrones. Segundo ele, os MUAVS devem ser regulados por um tratado internacional para que se evite sua chegada aos terroristas. Como todos sabem, o Google está sob forte pressão internacional devido sua coleção de dados privados em serviços como Street View, em que tais veículos acoplados à câmaras têm conseguido muitos incertos nas pessoas. Os drones de uso militar são acusados de serem juízes executando penas capitais mundo afora; os mesmos veículos via Google expõe privacidade alheia, em outra linguagem, fazem espionagem. Parece que os drones vieram para ficar, principalmente pelo domínio da tecnologia por controle remoto, que deve se espalhar como instrumento de vigia ou espionagem, principalmente nas ruas e favelas de países do terceiro mundo, em que poderão ser observados grandes espaços.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s