Uma das faces do problema

Pra quem ainda não sabe, já ultrapassamos a casa dos sete bilhões de pessoas na terra. Especialistas dividiram para projeções, duas tendências; uns afirmam que a humanidade é ameaçada por falta de recursos naturais devido a superpopulação, enquanto outros acham que naturalmente há uma queda no rítmo de crescimento do povo. Já Nikita Mkrtchian, pensa que “A Terra cuida-se de sua própria conservação, mas o homem lança um desafio ao planeta. Este desafio já é evidente. Trata-se tanto de aquecimento global, como simples destruição do meio ambiente. A humanidade deve deixar de crescer ou encontrar decisões ecológicas justas para se abastecer no futuro”.
Daí se concluiria, considerando adeptos da teoria do afrouxamento de ritmos de crescimento da população, que os processos catastróficos futuros não serão ligados à superpopulação do planeta mas a uma degradação demográfica, segundo Igor Beloborodov: “Os nossos problemas são relacionados a uma taxa muito baixa de natalidade e destruição dos valores tradicionais da família, que alimentavam toda a história humana e garantiam a renovação de gerações. Isso não acontece devidamente hoje, porque o crescimento mundial é de fato garantido apenas por 39 países do continente africano. Quanto à Europa, no caso dos países do mundo anglo-saxônico, por exemplo, assiste-se a uma dinâmica demográfica muito preocupante. Nos últimos 40 anos, a taxa de natalidade naquela zona diminuiu em mais de duas vezes. Destaque-se que a população da China também começará a diminuir já para 2028-2030”.
Superficialmente, por essas e outras é que vamos discutindo a alteração dos constumes sociais, religiosos, com ingredientes preconceitosos e de supremacia racial. A tendẽncia de degradação parece bem real.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s