Arte do conhecimento

Sempre desejei uma boa morte, pois quem durante toda a vida foi só, decerto saberá enfrentar melhor que outro esse negócio solitário. Em vez de ser tomado pelo berreiro próprio à limitada capacidade dos bípedes, expirarei na alegre consciência de ter cumprido a minha missão, e de retornar para lá, de onde emergi tão altamente agradecido.

Arthur Schopenhauer em ‘A arte de conhecer a si mesmo’ (69)

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s