Relativismos

“O Banco Mundial define a pobreza extrema como não ter rendimento suficiente para satisfazer as necessidades humanas mais básicas, de alimentação adequada, água, abrigo, vestuário, saneamento, cuidados de saúde e educação. Muitos estão familiarizados com os dados estatísticos segundo os quais 1 bilhão de pessoas vivem com menos de um dólar por dia. Esse era o limiar de pobreza segundo o Banco Mundial até 2008, quando surgiram melhores dados comparativos de preços internacionais que permitiram calcular, com maior precisão, a quantia de que as pessoas precisam para satisfazer as suas necessidades básicas. Apoiando-se nesse cálculo, o Banco Mundial estabeleceu o limiar de pobreza em 1,25 dólares por dia. O número de pessoas cujo rendimento as põe abaixo deste limiar não é de 1 bilhão, mas de 1,4  bilhão. É evidentemente mau haver mais pessoas do que pensávamos  vivendo na pobreza extrema, mas nem tudo são más notícias. Com base na mesma informação, em 1891 havia 1,9 bilhão de pessoas vivendo na pobreza extrema. Isso correspondia a cerca de quatro em cada dez pessoas no planeta, ao passo que agora há menos de uma em cada quatro extremamente pobre.”

Peter Singer em A Vida Que Podemos Salvar

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s