Moeda virtual

Haveremos de concordar que algumas redes sociais já podem se considerar poderosas, levando em conta que algumas como o Facebook chegam a casa dos 700 milhões de usuários. isto, sem dúvidas é algo relevante em termos de negócio, vindo aí o questionamento do que se poderia fazer com isso.
Baseado nesta premissa, o facebook, ele mesmo, lançou o Facebook credits em que os usuários podem se utilizar desta rede no intuito de fazerem compras via esta plataforma social. Parece algo inocente formar créditos virtuais, lógicamente atrelado ao dólar, e lógicamente à câmbio fixo, visando dar algum grau de vantagem em relação ao câmbio oficial. Quer dizer, uma tentativa de isolar a rede dos vais e vens a que estão submetidos as agrúrias do mercado de câmbio, capitais e etc. Importante dizer que esta ideia apresentada pelo facebook, aparece no second life ou mesmo em outras oportunidades já apresentadas. O caso do facebook é importante pois trata-se da maior rede social, portanto com maior público, e caso a coisa engrene, poderá fazer negócios maiores pelo seu alcance mundial como commodities, por exemplo.
Caso no futuro, pela sua grandeza, esta rede social queira emitir uma moeda própria atrelada a um metal valioso como fator limitador, o ouro por exemplo, pela sua independência e lastro, poderá criar um mercado de câmbio independente dos bancos centrais dos países e de caráter privado.
Evidentemente, que para tal procedimento vingar precisará adquirir credibilidade tão abalada atualmente pelas loucuras efetuadas por governos e bancos privados, e baseados nestas nefastas experiências, poderão tornar-se alternativa ao fracasso oficial dos países e bancos privados; lógicamente com grande valor agregado de poder adquirido. Imaginemos que um determinado comerciante consiga emitir moeda com lastro próprio, e por fim, estar a margem das agrúrias do mercado internacional; decerto outros o copiarão.
Este é um processo que se dá passo a passo, pois não chegamos a esta dificuldade em que estamos atualmente da noite para o dia. O que houve foi uma desregulamentação progressiva do mercado de dinheiro no mundo, buscando ganhar o máximo, sem limites ou amarras que pudessem travar o livre trânsito dos papéis. Caso uma grande corporação como o caso atual do facebook, consiga adquirir credibilidade e desenvolver o comércio através da emissão de lastro e moeda própria, em crescendo, poderemos assistir negociações importantes que busque separá-los das turbulências.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s