Superstição

Na tentativa de conceituarmos superstição, diremos que antes de mais nada, é uma associação mental entre um fato qualquer enquadrado em determinado pensamento; por exemplo, uma pessoa passa por baixo de uma escada e mais a frente leva um tombo. A associação entre o passar sob a escada e o tombo são relacionadas como entrelaçadas ou mesmo adquirindo dependência, e portanto, cria-se a superstição de que passar por baixo de escada provoca tombo ou dá azar.
Superstição é uma crença que afirma poder mudar o destino ou sorte das pessoas através de determinados atos ou rituais. A palavra é originada do verbo latino ‘super-stare’ significando ‘permanecer sobre’ e para os habitantes de Roma antiga, ‘sobreviver’. As mais comentadas superstições são passar por baixo da escada ou o gato preto, este com vários significados ao longo das civilizações.
O gato preto em primeiro lugar está relacionado a palavra bruxa que significa algo escuro ou perverso. Os gatos foram considerados animais mágicos sendo adorados no Egito antigo como sagrados e estando associados a deusa Bastet. Era considerado crime matá-los e quando um gato familiar morria, era mumificado, ficando a família de luto pela perda.
Em Roma também o consideravam sagrado e o introduziram na Europa. Interessante foi o fato de que durante a Idade Média foram associados à bruxaria e ao mal, acreditando-se que seriam bruxas transformadas. Por este motivo foram também queimados em fogueiras acarretando a queda de sua população, e aumentando a de ratos, com o consequente surgimento a ‘Peste Negra’.
Na Inglaterra Vitoriana quando recém casados deparavam com um gato preto era sinal de prosperidade matrimonial. O mesmo ocorria com marinheiros que levavam um gato a bordo, e suas esposas também mantinham um em casa, no intuito de aguardar o regresso seguro dos maridos. Importante lembrar que nos EEUU e parte da Europa conservadora, eram associados devido a luta contra o paganismo, como portadores de má sorte.
A colocação de um gato preto à frente das casas e de templos na Escócia, simbolizava prosperidade, e na Irlanda, quando um gato preto cruzava a trajetória da lua era sinal de epidemia. Na Itália não se coloca gato na cama de enfermo, pois existe a crença de que caso isto ocorra, este morrerá. O mais interessante sobre gato preto é que os genes que determinam a sua cor, fazem com que tenham um sistema imunológico mais adequado, tornando-os mais imunes à doenças e com melhor saúde.
Na verdade a associação entre eventos fugazes, animais, astros, posição de estrelas, tem sido ao longo da trajetória humana uma forma de relacionamento entre o homem e o Universo. Somente a evolução e descobertas de novas relações levarão a superação das velhas, que permanecem arraigadas, apesar do novo que se insurge ou avança sem pedir licença

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s