Casamento grego e sua influência

A principal característica do casamento grego era seu aspecto religioso. A deusa do casamento chamava-se Hera tendo como característica a proteção das mulheres casadas. O objetivo principal do casamento da antiguidade era a procriação visando dar continuidade à linhagem, proceder o funeral dos pais e da família, com seus ritos post mortem, considerado necessário à felicidade dos mortos no além.
Podemos ainda considerar o casamento como uma forma de aliança entre famílias, ignorando o amor, tendo como objetivo adequar os interesses das mesmas. Podia ainda o casamento ser usado como forma de reparação à ofensas, em que o agressor oferecia uma filha à vítima como forma de reparação.
O ritual do casamento era geralmente feito no inverno, no mês de janeiro, durante a lua cheia durando os festejos três dias. O primeiro dia era dedicado à preparação da noiva, com o oferecimento de brinquedos de infância e mechas de cabelo ou cinto, simbolizando os cabelos o abandono de crianças e submissão ao marido e a entrega do cinto de virgindade. Depois havia o procedimento do banho ritual em uma fonte ou rio sagrado visando purificá-la e torná-la fértil.
O segundo dia era a festa propriamente dita, realizada na casa do pai da noiva, em que o noivo se reunia com os amigos enquanto ela ficava em uma mesa separada, festa em que ocorria a entrega dos presentes. No terceiro dia após a noite de núpcias era a vez da entrega dos brindes e do dote acordado.  Uma outra característica da sociedade grega era o fato de que as mulheres começavam a dizer sua idade a partir de quando se casavam, e após o nascimento dos filhos, a mulher era considerada completa.
Como podemos observar, muitas das influências da sociedade grega no tocante ao matrimonio estão presentes até nossos dias, muitos dos conceitos chegando a nós por preceitos bíblicos, por exemplo, como a submissão da mulher casada ao marido, o objetivo do casamento como procriação visando perpetuar a família, os laços matrimoniais por interesse vistos nas sociedades islâmicas, mas também nas sociedades mais laicas como os casamentos por fortunas, presentes nos dias atuais de forma velada.
Na verdade a evolução ou libertação da sociedade se fará ou se faz de forma lenta, com o incentivo à educação, a emancipação feminina com conquistas de postos e posturas na sociedade. Lembrando que tal evolução se baseia em um comportamento diferenciado, modificando profundamente a estrutura social, os conceitos de família, filhos e etc.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Casamento grego e sua influência

  1. FANNY disse:

    Em nossa sociedade tão mergulhada em sua vasta tecnologia, provocou no homem a ausência de identidade com os ritos e preceitos que fazem nossa origem cultural tão diversa. Essa ruptura tem provocado um conflito mundial de nível ético, levando a inferioridade cultural, ou seja, atrazo evolutivo no que diz respeito a consciência existêncial, sendo assim, casamentos como certas festas tem sido banidos frequentemente do nosso cenário tornando-se incompreensível no real significado para as atuais gerações. Um pergunta fica em mente: “Como serão escritos os livros de história da humanidade no futuro?”

  2. jar felix silva dos santos disse:

    muito bom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s