A Equação de Drake

A Equação de Drake consiste numa tentativa de estimar o número de civilizações extraterrestres em nossa galáxia que poderíamos entrar em contato, o que permitira quantificar a incerteza dos fatores determinantes do número de civilizações extra terrestres. Drake usou um hipotético número de galáxias, supondo pequeno o número de sistemas de planetas em condições de haver vida, supôs que poucos destes planetas evoluiriam, e de suposição em suposição, concluiu que poderiam haver milhões de civilizações evoluídas no Universo.
Trata-se aqui, é verdade, de um exercício de imaginação muito próprio do nosso comportamento cotidiano. Sobre uma hipótese da qual nada sabemos, apenas imaginamos seu tamanho e modelo, e sobre isto, sucedem inúmeras outras hipóteses, fruto do puro exercício da imaginação, quando por fim, chega-se a uma hipotética conclusão ou confusão. No cotidiano humano muitas situações as quais pouco sabemos, acrescentamos ideias ou hipóteses, que com o uso mental, acabam adquirindo base e aos poucos tornam-se prováveis verdades. De posse destas ideias, partimos com novas hipóteses, e com o passar do tempo, transformarão as primeiras hipóteses em quase verdade ou pontos de partida de fundamentos; por fim, concluiremos sobre nenhuma base real.

Assim é o exercício da futurologia ou da própria imaginação, criando mitos, falsos paradigmas ou teorias, enfim verdades novas as quais nos apegamos para nos servirem de crenças e nos estabilizar. Isto nos acalmará sobre ideias e assim daremos base real a nossa vida, pois viver a incerteza é para muitos motivo de desestabilização emocional.
Um exemplo disso está no forte clamor religioso pentecostal influenciando até mesmo religiões mais tradicionais, com as já conhecidas curas e libertação. Sem entrar no mérito das mesmas, apenas, querendo identificá-las como decorrentes de hipóteses teórico religiosas, que ao longo do tempo foram evoluindo, cada vez mais evoluem, desenvolvendo várias nuances como por exemplo o arrebatamento, isto é, a ida material aos céus.
Outro fato dentro desta ideia foi relatado por Kirsan Ilyumzhinov de Moscou, dizendo que no dia 18 de Setembro de 1998 foi abduzido e levado para uma nave espacial, onde seres extra-terrestres comunicaram-se com ele telepaticamente. O problema é que Ilyumzhinov é governador da República Russa de Kalmykia e antigo Presidente da Federação Internacional de Xadrez. Os deputados do parlamento Russo agora querem interrogá-lo para descobrir que segredos ele contou aos visitantes.
O físico britânico Stephen Hawking disse que devido o tamanho do Universo, acredita em vida extra-terrestre mas não recomenda contato com esses seres. Alerta que visitantes de outros planetas mais desenvolvidos, pode ser uma má notícia para os seres humanos, comparando uma visita de aliens à Terra com a chegada de Cristóvão Colombo na América, coisa que parece não ter sido boa para os  nativos.Tudo isto em pleno século XXI. É preciso imaginar mas certa dose moderação não faria mal a ninguém.

Anúncios
Esse post foi publicado em geral. Bookmark o link permanente.

5 respostas para A Equação de Drake

  1. Andre M. disse:

    Aumente a credibilidade do seu blog colocando o nome do autor ou citando de onde retira os conteúdos.
    De modo geral, está de parabens pela qualidade dos textos.

  2. Mauro Brandão disse:

    A equação de Drake é apenas um exercício inserido na Lei das Probabilidades. Um jogador pode ter 99% de chances de fazer um gol, estando com ele cara a cara, com o goleiro já batido, e chutar para fora. As chances de acertar os números da megasena são ínfimas, mas mesmo assim sempre aparece um “sortudo” que ganha o prêmio jogando com apenas um bilhete (não vale o exemplo do ex-deputado João Alves).

    Mesmo assim, acredito que a Lei de Drake esteja errada. As condições de vida, das quais conhecemos, que se processa através das leis da Química Orgânica, tendo o átomo de carbono como o elo de ligação para a confecção do DNA, levanta um número de hipóteses muito menor do que realmente existe para que a vida aconteça. A distância do planeta à sua estrela, o tamanho do planeta, a forma da sua órbita, as combinações dos elementos na formação do solo, a combinação dos elementos para a formação da atmosfera, a quantidade de água e de água potável, as condições elétricas do solo e da atmosfera, e muitas outras variáveis deveriam entrar nesta equação inútil para que estes números fossem mais realistas.

    Mas, ao mesmo tempo que elucubramos sobre a hipótese de vida em outros pontos do universo, poderemos também elucubrar sobre a hipótese de que, qualquer movimento anormal do universo nos aniquile com um piscar de olhos. Se um dia tivermos este contato real com alguma civilização extraterrestre, com certeza nossas vidas mudariam, para pior ou para melhor. O certo é que, por enquanto, faz parte apenas da nossa imaginação. Só da nossa fértil e tola imaginação!!!

  3. Oliver Schindler disse:

    Deixemo-nos matutar então, sobre a existência de um Deus, que através de sua ação e permissão, favorece e facilita a nossa existência, e a de nosso planeta, e veremos então, que as probabilidades seriam bem mais favoráveis.

  4. Mauro Brandão disse:

    A Lei das Probabilidades é um dos presentes deste Deus Criador, que não sabemos quem é, como é e como existe, mas é o que conseguimos conceber para justificar a própria existência das coisas, incluindo a nossa existência humana e material, pois até a existência da Existência está inserida num ínfimo de probabilidade de êxito, e só mesmo existindo esta vontade consciente para admitir a existência de tudo como é.

    A grande mágica das probabilidades é permitir a existência não só do previsível e provável, mas também do imprevisível e o improvável. Acho que a Existência é o caso especial que está inserido nesta segunda opção.

  5. Eles existem, e disso não tenho dúvidas…Forças armadas de alguns países já capturaram seres que não são daqui…elementos de matérias desconhecidas já foram retiradas por médicos em operação de supostos implantes de pessoas que sofreram abdução, e chegaram a conclusão em análise que muitos materiais encontrados não são terrenos…
    O ser humano usa o seu padrão de vida terrestre como referência, como se somente isso que fosse possível, quem pode dizer que não é possível outro tipo de condição de vida?! Pq tem que ser apenas como nós conhecemos?! Se não conhecemos nada do universo, como podemos afirmar que só temos nós, e que para ter vida é somente nessa forma?! Se não conhecemos nada, então nada podemos afirmar…Eu acredito pq sei de evidências, porém, quem não pesquisou isso, não pode afirmar ao contrário senão conhece o universo para saber…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s